Pesquisar este blog

sábado, 11 de maio de 2013

ADVOGADOS QUEREM POLÍCIA FEDERAL CONTROLADA

(continuação)
_______________________________________________________________
 
"O medo do criminalista são os exageros cometidos pela Polícia Federal, porque, se você recebe um telefonema de alguém que está sendo investigado, você entra no sistema e os seus telefonemas também começam a ser grampeados, e aí aparece de tudo, conversas sentimentais, afetivas, confidências, que muitas vezes são colocados como “moeda de barganha”.

Sobre os abusos jurídicos nas operações da Polícia Federal, realça o criminalista que, muitas vezes, os juízes e os tribunais decretam prisões desnecessárias, assinam mandados de busca e apreensão domiciliares ou em escritórios de advocacia de forma abusiva, o que exige uma postura de maior firmeza do ministro da Justiça.

Esclarece José Carlos Dias que, quando era ministro da Justiça tinha o controle da Polícia Federal, sem ter passado por cima da autoridade de nenhum delegado, pois tudo era feito num nível muito democrático com muito dialogado. Aliás, o ex-ministro saiu do ministério porque vazou uma operação que a Polícia Federal iria desencadear e ele não concordara com esse vazamento, transmitindo ao presidente da República o ocorrido.

Para o criminalista, se houver algum mecanismo para evitar os abusos nas operações da Polícia Federal, isso dará até mais força à instituição, pois o preso não poderá ser filmado nem fotografado sem sua vontade, e mesmo assim nunca em situação humilhante. Isso é o mínimo que se pode fazer a quem ainda não foi julgado.

As escutas telefônicas deveriam existir, mas em caráter excepcional, precisando haver um controle judicial de uma forma muito exemplar, com o juiz contando com peritos de sua absoluta confiança para avaliar a necessidade e o método escolhido; registrando o criminalista que já viu casos em que “houve edição”."
_______________________________________________________________
(continua na próxima semana)

Trecho do livro OPERAÇÃO HURRICANE: UM JUIZ NO OLHO DO FURACÃO (Geração Editorial), encontrável nas Livrarias SARAIVA, na www.saraiva.com.br, www.estantevirtual.com.br, www.bondfaro.com.br e nas livrarias de todo o País.

Nenhum comentário:

Postar um comentário