Pesquisar este blog

domingo, 10 de fevereiro de 2013

IMPORTÂNCIA DO FATO E DA VERSÃO DO FATO

(continuação)
                   ____________________________________________________



Depois do que aconteceu comigo, e tendo eu consciência do que fiz e do que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal supõem que eu tenha feito, preocupa-me a independência de alguns juízes que fazem com que ainda haja justiça neste país, vítimas em potencial das maquinações institucionais, que, em vez de combatidas e punidas, são muitas vezes estimuladas pela própria Justiça.

Depois que foi criado o Conselho Nacional de Justiça, para fiscalizar os juízes, tratando-os como se fossem alunos de curso primário, fazendo com que o Poder Judiciário perdesse a qualidade de poder, porque é controlado por um órgão integrado além de juízes, por advogados, membros do Ministério Público e até por cidadãos, o que não acontece com os demais poderes do Estado, passamos a ter no Brasil efetivamente três poderes: Legislativo, Executivo e Midiático, sendo este último encarnado pela imprensa em todas as suas manifestações. 
 _________________________________________________________

(Trecho do livro OPERAÇÃO HURRICANE: UM JUIZ NO OLHO DO FURACÃO (Geração Editorial), encontrável em www.saraiva.com.br, www.estantevirtual.com.br e www.bondfaro.com.br e nas grandes livrarias do País.

Nenhum comentário:

Postar um comentário