Pesquisar este blog

domingo, 17 de junho de 2012

É SIM, PIOR - AINDA - QUE A VENEZUELA

(continuação)

Aliás, muito ao contrário, ainda estacionados sobre o passeio inerme da era ditatorialiforme, paradoxalmente de quando vagueiam, tendo o mundo por habitat, pensam que, qualquer fragmento que pudesse ter existido nos tempos de então, ou que, com eles, pudessem estar em conformidade, de triste lembrança, seriam o quantum sufficit,  para que meros "Chefes de Setor", disciplinadores, de palmatórias nas mãos, mormente quando sentados no "lombo dos tigres" (de gangsters, palavra do próprio Min. Gilmar, vestindo coletes da polícia política, melhor FEDERAL), como se pudessem fazer retrotrair no tempo, para alcançarem o retrocesso, aplique todos os tipos de MEDIDAS CAUTELARES CRIMINAIS, inclusive aqueles de PRISÕES, NÃO SEM ANTES PRECEDÊ-LAS  de TORTURAS ABISSAIS, TUDO À MANEIRA MEDIEVAL, OU  ESCOLÁSTICA.. 

EM SUBSTÂNCIA: enquanto lá, na Venezuela e n'outros Países vizinhos, todos "colonias" de Espanha, o Supremo Magistrado, e.g., o Chavez (despido de jurisdição, claro, para restringir o BEM JURÍDICO, LIBERDADE), é que "usurpa e escamoteia" (palavras do Des. Hilton Queiroz, no meu caso, quando colocou-me em liberdade, qdo. a Corte Especial Jurisdicional dera provimento ao meu "agravinho"!), a JURISDIÇÃO das Cortes Jurisdicionais, no Brasil, qualquer inimigo, mesmo os destituídos de espinha dorsal, desde que na chefia de algum setor, medíocre (quer-se dizer: médio), não precisando, por isso, nem ser do "topo", ápice-mor, da Administração (como o Cargo de CORREGEDOR, só que do CNJ, de Supremacia Administrativa total), podendo ser mesmo  o Chefe (hipossuficiente, embora pense ser Deus!), de um Setor Administrativo de um Tribunal Inferior (v.g.,Chefes das corregedorias dos TRF- s e TJ - s), para,  em revanche, como a saborear um prato FRIO, mas que, quanto mais gélido tem muito mais sabor, a VINGANÇA!
Fico por aqui!
Um forte abraço.
W. MILITÃO
____________________________________________________
 Esta mensagem foi postada pelo juiz federal Weliton Militão (outra vítima da justiça), sobre a frase do ministro Gilmar Mendes, do STF, de que "BRASIL NÃO É A VENEZUELA, ONDE CHÁVEZ PRENDE JUIZ",

Nenhum comentário:

Postar um comentário