Pesquisar este blog

sexta-feira, 15 de julho de 2011

"WADIH DAMOUS ENTROU MUDO E SAIU CALADO"

OPERAÇÃO HURRICANE: DESEMBARGADOR FEDERAL RELATOU FATOS, MAS A OAB/RJ PREFERIU O SILÊNCIO






"Wadih Damous entrou mudo e saiu calado"


Hoje termino de ler a obra “Operação Hurricane” Um juiz no olho do furacão de autoria do desembargador J.E. Carreira Alvim. Na obra ele relata a sua versão dos fatos acerca dos grampos telefônicos realizados em seu gabinete com autorização do STF, os bastidores da eleição para a presidência da corte, da sua prisão e do processo em que se tornou réu.
Na página 89 Carreira Alvim noticia que convidou o atual Presidente da OAB do Rio Wadih Damous, para que o mesmo tomasse ciência das provas acerca das condutas antiéticas de alguns desembargadores, identificando-os nominalmente, mas que percebeu que não havia clima para nenhuma providência por parte da Ordem.

Segundo o jurista, a OAB não estava interessada na apuração dos fatos. Disse ainda, o desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª região que o Presidente da OAB entrou mudo e saiu calado da reunião.

Segundo o processualista, Wadih considerou a questão como um problema interno. Para Alvim, as provas que ele possuía e que foram apresentadas ao Presidente da OAB do Rio, se bem apuradas, poderiam ensejar em processo crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário