Pesquisar este blog

sábado, 23 de novembro de 2013

APRESENTAÇÃO DO FURACÃO


(continuação)
_________________________________________________________

"Pelo número de malotes pretos que os policiais federais traziam, supus que fossem levar a minha casa inteira, mas não as pretendidas “grandes quantias em dinheiro”, porque estas só existiam na sua imaginação e na de quem mandou buscá-las.
Eu tinha na minha casa apenas cinco mil reais meus e dois mil dólares da minha mulher, restantes de uma viagem internacional que fizéramos, pois iríamos à França no mês de maio, tendo ela passagem já comprada; viagem que acabou abortada pelo furacão.
Até então, eu não sabia que seria preso, sendo toda a diligência de busca e apreensão na minha casa feita sob a minha condução, tendo os policiais federais que executaram a operação revistado tudo, abrindo livro por livro da minha biblioteca, no suposto de que lá encontrariam as “grandes quantidades de dinheiro” de que andavam à cata.
Quando terminaram, os policiais federais passaram a recolher coisas sem a menor importância, como cópias de minhas decisões e acórdãos, minhas coisas pessoais, como abotoaduras, joias da minha mulher compradas antes de casarmos e muita quinquilharia, porque afinal não queriam sair da minha casa com os sacos vazios; mas apesar disso a grande maioria saiu realmente vazia, porque o que tinha na minha casa era algo que não se carrega em sacos, mas na alma, que é a ética, a honra e a dignidade que sempre me acompanharam e à minha família.

O delegado então me convidou a acompanhá-lo até a Superintendência da Polícia Federal, para fazer a conferência dos bens apreendidos; convite que recusei, porque eu pensava que iria para o tribunal. Ele me disse que, se eu não fosse por bem, seria levado à força." 
(continua na próxima semana)
_________________________________________________________

Trecho do livro OPERAÇÃO HURRICANE: UM JUIZ NO OLHO DO FURACÃO (Geração Editorial), encontrável, inclusive na versão e-Book, nas livrarias SARAIVA e TRAVESSA, e em www.livrariasaraiva.com.br, www.travessa.com.br, www.livrariacultura.com.br e também em www.estantevirtual.com.br, www.bondfaro.com.br e em outras livrarias do País.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário