Pesquisar este blog

domingo, 10 de fevereiro de 2013

"A PRONTA RESPOSTA DE DEUS"

 

 Querido Desembargador Dr. CARREIRA ALVIM.
O senhor não está fora da justiça, porque a justiça está dentro do senhor. É um pendor inseparável, irrenunciável, inato e vitalício. Cada vez que num discurso, num escrito, sentença, acórdão ou trabalho jurídico, suas obras forem transcritas, o senhor é o alicerce da justiça. É a própria justiça.
UM FATO
(...)
Hoje, sábado, 26 de janeiro de 2013, eu fui à 1ª Igreja Batista. Belo templo. Fui assistir ao coral do qual tenho uma prima-irmã que dele faz parte. Iniciado o culto, o coral cantou, encantadoramente. Depois, o pastor fez sua pregação e para terminar todos oraram. É um templo antigo. Fica no Estácio. Prédio de grandes colunas, belo órgão de tubo...
Quando terminou a cerimônia, subitamente, eu fui cercado por cinco homens, de média idade. Todos estavam acompanhados das esposas e filhos. E todos, sorridentes e felizes, me abraçaram e me disseram:" Dr. Béja, somos todos médicos, graças ao senhor". E dois deles disseram: "Graças ao Senhor e ao Juiz Federal Carreira Alvim".
Mas o que houve, o que nos aproximou? Perguntei.
Dr. Béja, foi com uma liminar do Dr. Carreira Alvim que nós pudemos rever nossas provas no Vestibular Unificado e todos nós  fomos aprovados, o senhor não se lembra?
Respondi: claro que me lembro. A primeira prova que foi revisada a nota não era zero, mas nove. E todos nós ingressamos na Faculdade e hoje somos médicos, ouvi deles.
Ai está Dr. Carreira Alvim. É a resposta de DEUS.
O Dr. Carreira Alvim é a própria Justiça, ontem, hoje e para sempre. Anos e anos depois, aqueles vestibulandos, hoje médicos, não se esqueceram do Dr. Carreira Alvim e do advogado que os defendeu graciosamente. A liminar a que se referiam foi aquela, cuja inicial foi aditada com o julgado que o senhor me forneceu.
Vejo esse acontecimento de hoje como uma resposta de DEUS.
O Dr. Carreira Alvim não precisa vestir a toga, porque a toga é o próprio Dr. Carreira Alvim. Ninguém mais sábio, mais culto, mais solidário, mais humano e mais correto do que o senhor.
Muito obrigado, querido Amigo.
Jorge Béja

Nenhum comentário:

Postar um comentário