Pesquisar este blog

sábado, 6 de outubro de 2012

POLÍCIA FEDERAL "VÊ CHIFRE EM CABEÇA DE CAVALO"

            Quase um quarto dos delegados da Polícia Federal diz sofrer pressão e influência externa na condição de inquéritos policiais, revela pesquisa divulgada pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), conforme levantamento realizado pelo Instituto Sensus, mostrando que 22,9% dos profissionais afirmaram ser alvo de pressões.
                Ouvido a respeito, o presidente da ADPF considera que há muita paranoia: policiais que confundem questões operacionais, como pedidos de esclarecimento da direção-geral sobre deslocamento de pessoal, com interferências indevidas na investigação, e conclui:
                "Seria ingênuo dizer que não há (pressão). Existe. Mas têm malucos que veem chifre em cabeça de cavalo".
_____________________________________________________________

NOTA - Eu, CARREIRA ALVIM, quando desembargador federal, preso na Operação Hurricane, por determinação do então ministro CEZAR PELUSO, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, na suposição de que havia vendido decisões, fui vítima dessas "confusões" dos agentes da Polícia Federal, pois todas as vezes em que violaram as minhas prerrogativas funcionais, como juiz, e eu chamava a sua atenção para isso, eles me diziam: "Excelência! Isso não tem nada a ver com as prerrogativas de Vossa Excelência!" Isso é uma QUESTÃO OPERACIONAL (mas não era).

Nenhum comentário:

Postar um comentário