Pesquisar este blog

domingo, 21 de outubro de 2012

ENTREVISTA DE CARREIRA ALVIM AO "DIÁRIO DIGITAL" DE CAMPO GRANDE-MS (FINAL)

NO OLHO DO FURACÃO
Editora Neiba Ota
____________________________________________________________
(continuação)

PERGUNTA: Como foram estes nove dias preso?


RESPOSTA: Fiquei preso como Fernandinho Beira Mar, atrás das grades. Eu diria que foi engrandecedor, do ponto de vista espiritual. Estes nove dias me permitiram conviver com pessoas que, apesar de serem acusadas de marginais, têm alma muito mais grandiosa do que muitos juízes. Se a Justiça tivesse nascido atrás das grades, ela seria mais justa. Eu sou dos poucos juízes que experimentou a prisão sem ter feito absolutamente nada. [DEUS é testemunha disso].
____________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário