Pesquisar este blog

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

DIVULGANDO AS INJUSTIÇAS DA JUSTIÇA BRASILEIRA


"Sou médico e fui cassado, há mais de quinze anos, pelo Conselho Federal de Medicina. Não seria nada demais, se a cassação do exercício profissional fosse devidamente cominada como manda a Constituição Federal (não existe pena perpétua no Brasil!), e, se o principio da razoabilidade e proporcionalidade tivessem sido levados em consideração. Senão vejamos: fui cassado por questão de gestão! Não houve ato médico envolvido na questão! Virei desafeto do Conselho Federal de Medicina, em virtude das denúncias que fiz contra o tribunal de exceção que impera naquela entidade. Entrei com processo na justiça contra o abuso de poder e a arbitrariedade sofrida. Tudo em vão! Eu perguntaria: onde estamos? Que país é esse? Que justiça é essa que permite a cassação, com aplicação de pena perpétua contra um profissional médico que sempre foi elogiado pelos seus clientes e jamais foi denunciado por má prática do exercício profissional por nenhum de seus pacientes?" (Enviado pelo blog). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário