Pesquisar este blog

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

INDIGNAÇÃO QUE CHEGA PELA REDE SOCIAL (2ª PARTE)

(Remetida por José Antunes)
_____________________________________________________________________
(continuação)
 
"RECEBI ENTÃO ORIENTAÇÃO DE UM PROCURADOR DO BANCO QUE EU DEVERIA PAGAR UM CARNÊ DE AUTÔNOMO DO INSS ATÉ COMPLETAR OS 44 ANOS DE IDADE E ME APOSENTAR POR TEMPO DE SERVIÇO. Jurou o mesmo que iria me ajudar. Após a contagem do tempo feito por ele que continuou no BANERJ por trabalhar no DEPARTAMENTO DE PESSOAL, entreguei ao mesmo meus documentos originais, como Carteiras Profissionais, atestados timbrados do Banco com minhas 36 últimas contribuições e ainda o comprovante que eu havia trabalhado no setor de compensação noturno mais certificado de reservista, enfim... e, o mesmo após contar todo o tempo disse-me que já teria tempo para me aposentar.
Eu morava (como moro até hoje no mesmo lugar) na Tijuca e ele mesmo se encarregou de levar meus documentos no posto – Tijuca, situado na Rua Uruguai e depois, só fui lá para assinatura da documentação final. Não posso negar que o mesmo me cobrou para fazer minha aposentadoria. Pois, segundo ele o INSS era moroso e havia uma “amiga” que poderia colocar meu processo na frente. Ledo engano estava na verdade cometendo um CRIME, que só agora sou sabedor.
Em 1997, minha aposentadoria foi concedida pela autarquia.
Dez meses depois, minha aposentadoria foi suspensa e restabelecida através do MANDADO DE SEGURANÇA INDIVIDUAL nº 99.0009578-2 sendo que, o mesmo em 26 de setembro de 2001 foi TRANSITADO EM JULGADO por um ACORDAO (TFR 2º Região) sob o nº 2000.02.01.039749-4.
Para minha surpresa em Outubro de 2008 fui chamado novamente na Auditoria do INSS por uma "FORÇA TAREFA", advinda, segundo eles do Paraná, para averiguar fraudes contra a previdência aqui no Rio. Logo no mês seguinte meu benefício fora suspenso.
Procurei o escritório Neves Bezerra Advogados associados que entrou com uma ORDINÁRIA/PREVIDENCIÁRIA, a qual paguei 2.000 mil reais com a promessa que a tal força tarefa foi um verdadeiro abuso contra os aposentados, etc. Poupei por 5 meses para chegar ao percentual. Pois, hoje minha única fonte de renda é uma Bolsa que recebo como "contratado" do CEPUERJ/UERJ no valor de R$1.200,00."
 
(continua na próxima semana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário