Pesquisar este blog

domingo, 4 de dezembro de 2011

MAGISTRADO É VÍTIMA DE LENTIDÃO DA JUSTIÇA (3ª parte)

Ex-desembargador afastado do TRF-2 espera ha quatro anos uma decisão do STF.

Decio Viotto, jornalista.

(...) O beijo criminoso - As provas que o levaram para a prisão são as gravaçõe autorizadas pela Justiça (leia abaixo) e a foto dele em um almoço com um dos advogados dos bingueiros. O MPF afirmou que um dos convidados era tão íntimo de Alvim que até lhe deu um beijo no rosto.
O almoço, de acordo com Carreira Alvim, foi no restaurante Fratelli, no Rio, onde encontrou o ex-procurador da Justiça de Minas Gerais (Castellar Guimarães) para discutir a viabilidade de um curso jurídico à distância. "Lembro-me que em algum momento, o gerente pediu que trocássemos de mesa. Suponho que fomos para onde havia o grampo. Almoçamos e só tempos depois eu soube que Jaime Garcia e José Renato Granado Ferreira, conhecidos de Castellar, eram ligados aos bingos.
Na sída, foram fotografados. "Tudo para supor que se tratava de assunto de bingo", defende-se. Ele lembra que o almoço ocorreu 'sete meses depois de minhas decisões terem sido cassadas e os bingos, fechados'. Quem pagaria propina por uma decisão que já tinha sido dada e cassada por uma das turmas do TRF? Dono de bingo pode ser tudo, menos burro". (...)

NOTA - Se o CNJ tivesse lido com mais atenção as provas, a respeito do almoço no Fratteli, e que constam dos autos administrativos, não teria chegado a uma decisão tão absurda quanto chegou.

(Trecho da reportagem publicada no jornal DIÁRIO DO COMÉRCIO, de S. Paulo, nos dias 5, 6 e 7 de novembro de 2011, primeiro caderno, p. 6).

NA PRÓXIMA SEMANA, continua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário