Pesquisar este blog

terça-feira, 2 de agosto de 2011

JUSTIÇA É UMA QUESTÃO 'DE SORTE OU DE AZAR'

"Assim não procedia, por exemplo, o desembargador Guilherme Calmon, pois me lembro de ter ele negado a um candidato aprovado na primeira fase de um concurso público, com nota maior do que a que tinha obtido outro que conseguira uma liminar para passar à segunda fase, de passar também para a segunda fase. Por isso, costumo dizer que na justiça não existe um direito de se obter uma liminar, mas a sorte ou o azar de a petição cair nas mãos de um juiz com maior ou menor, ou até sem nenhuma, sensibilidade para julgar." (Trecho do livro 'OPERAÇÃO HURRICANE: Um juiz no olho do furacão', na sua 2ª edição, encontrável inclusive na Saraiva.com).

Nenhum comentário:

Postar um comentário