Pesquisar este blog

domingo, 21 de agosto de 2011

REDE GLOBO DESCONHECE O LIVRO "OPERAÇÃO HURRICANE".

"A imprensa é tão mentirosa, que me lembro de que em certa ocasião, tendo a Rede Globo divulgado uma notícia envolvendo o meu nome, os repórteres tiveram o descaramento de dizer no ar que haviam tentado um contato comigo por telefone, mas que eu não havia respondido ao telefonema; mas eu estava em casa o tempo todo, e tais telefonemas simplesmente não foram dados. Tudo isso é feito para valorizar a sua notícia, que é falsa, e desacreditar quem é o alvo da notícia, apesar de ter a verdade ao seu lado", conta.
Em "Operação Hurricane: Um Juiz no Olho do Furacão", Carreira Alvim também questiona por quais motivos os seus direitos de magistrado não foram respeitados e afirma ter sido vítima de uma conspiração tramada e executada por autoridades da justiça e da polícia.
O volume traz imagens e peças importantes que fundamentam suas acusações, como laudos periciais e decisão na íntegra sobre a empresa Betec Games."
Outro lado

Procurada, a Central Globo de Comunicação afirmou que desconhece o livro e repudia as acusações. "Ouvir a versão de qualquer suspeito é obrigação que seguimos à risca", finaliza a nota. (Extraído da Folha.com).

OBS: É esta empresa (Rede Globo) que recentemente editou regras éticas para nortear a sua orientação jornalística. Eu gostaria muito de ser ouvido pela Rede Globo sobre a sua ética na Operação Hurricane. Leiam no meu livro "Operação Hurricane: Um juiz no olho do furacão" o capítulo sobre o "CASO PROJAC DA REDE GLOBO DE TELEVISÃO". Vale a pena.




Nenhum comentário:

Postar um comentário