Pesquisar este blog

sábado, 16 de julho de 2011

NECESSIDADES FISIOLÓGICAS NADA PRIVADAS


"Os banheiros da Polícia Federal no Rio de Janeiro, quando lá estive, não eram exemplo de higiene, e estavam precisando urgente de reforma, porque além de alguns estarem interditados, outros estavam em lamentável em estado de conservação, a ponto de eu ter que me sentar no vaso com os pés numa enorme poça d’água existente em toda a extensão do banheiro, porque não havia outra forma.
A presença de tanta água mal cheirosa no chão e a falta d’água potável para beber mostrava as contradições nas entranhas da Polícia Federal, contaminando o seu próprio ambiente de trabalho, incompatível com uma instituição tão interessada em “limpar” a sociedade."
(Trecho do livro OPERAÇÃO HURRICANE: Um juiz no olho do furacão".

OBS: Se quiser conhecer mais sobre as instalações da Polícia Federal no Rio de Janeiro, leia o livro, no capítulo "Necessidades fisiológicas nada privadas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário