Pesquisar este blog

domingo, 8 de dezembro de 2013

APRESENTAÇÃO DO LIVRO DO FURACÃO

(continuação)
_________________________________________________________

Antes de ser levado para a carceragem em Brasília, fui despido para ser examinado numa sala onde se encontravam um homem e uma mulher que, depois, me disseram ser uma médica, para fazer o exame de corpo de delito. Mais tarde fui posto num avião para Brasília, juntamente com todos os demais, algemado e conduzido em condições nada confortantes, pois fui do Rio de Janeiro a Brasília com uma goteira em cima de minha cabeça.
Isso ocorreu numa sexta-feira, e já no domingo a Rede Globo de Televisão pôs no ar uma reportagem mostrando os policiais federais entrando nas casas dos donos de bingo, derrubando paredes a marretadas em busca de dinheiro escondido, com os donos de bingo, alguns dos quais bastante idosos e até um ancião, sendo levados algemados pelos federais.
Nessa reportagem, anunciava a repórter que “nunca antes no Brasil tantos poderosos caíram juntos em tão pouco tempo”, enfatizando que eu era um dos presos, juntamente com o desembargador Ricardo Regueira, por estarmos, segundo ela, envolvidos com a máfia dos bingos.

Sem qualquer explicação sobre o dinheiro encontrado na casa de um bingueiro, a câmera mostrava pilhas e pilhas de cédulas artisticamente dispostas para mostrar volume, exibindo em seguimento fotos minhas e do desembargador Regueira, a sugerir que aquele dinheiro era nosso e que era propina para autorizar o funcionamento de bingo, cujas decisões nem sequer tinham sido proferidas por nós. 
(continua na próxima semana)
_______________________________________________________

Trecho do livro OPERAÇÃO HURRICANE: UM JUIZ NO OLHO DO FURACÃO (Geração Editorial), encontrável, inclusive na versão e-book, nas livrarias SARAIVA e TRAVESSA, e em www.livrarias.saraiva.com.br, www.travessa.com.br, www.livrariacultura.com.br e também em www.estantevirtual.com.br, www.bondfaro.com.br e em outras livrarias do País. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário