Pesquisar este blog

terça-feira, 15 de outubro de 2013

DECEPÇÕES DE UM MAGISTRADO E ADVERTÊNCIA AOS FUTUROS JUÍZES



Tornei-me um juiz, por acreditar na justiça; lutei pela justiça por acreditar no direito; lutei pelo direito por acreditar nas instituições, e hoje, lamentavelmente, luto para mostrar que aquilo em que eu acreditava era, na verdade, uma "miragem", tão injusta e irresponsável quanto aqueles que a praticam; e que "injustiça" os seus próprios juízes.   

Um comentário:

  1. Doutor, li o livro sobre a tragédia da tal Operação Hurricane. Estou esperando o próximo.

    ResponderExcluir