Pesquisar este blog

sábado, 29 de junho de 2013

BACHARÉIS SEM PROFISSÃO ou ADVOGADOS SOB CONDIÇÃO SUSPENSIVA


Dr. Carreira Alvim, presidente de honra da "Bacharéis em Ação" vem defendendo a extinção do famigerado Exame de Ordem. O mesmo já se manifestou na "Revista em Foco", no programa do Jefferson Lima (rádio do Pará) e também em debate na rádio bandeirantes do Rio de Janeiro . Dr. Carreira Alvim; obrigada por representar milhares de bacharéis em todo País, que vivem no limbo da sociedade, devido a imposição ditatorial de um Conselho que insiste em estar acima do Estado. Vale gizar, que este exame nada mais é do que o meio cruel que o Conselho Federal da OAB encontrou para reservar o mercado e arrecadar milhões, dinheiro este, que é tirado do suor do rosto de milhares de homens e mulheres que estão impedidos de trabalhar. (Wili B. Albuquerque).
___________________________________________________________
NOTA: Estou do lado dos bacharéis, porque sou favorável à valorização dos cursos de Direito, que devem estar sob a vigilância do Ministério da Educação e não da Ordem dos Advogados do Brasil, uma instituição que deveria fiscalizar a profissão, e não definir quem deva ser o profissional. Do contrário, os demais cursos (de Medicina, de Odontologia, de Engenharia etc.) deveriam estar também, e não estão, sujeitos à mesma exigência. A minha indignação maior é que, como professor da Faculdade Nacional de Direito, eu ensino, não a futuros bacharéis em Direito, mas a candidatos a Exame de Ordem, que, no fundo, acabam sendo ADVOGADOS SOB CONDIÇÃO SUSPENSIVA; que só serão efetivamente advogados se aprovados se aprovados pela OAB.
E o que é pior: os corpos discentes das Faculdades de Direito, em vez de lutarem pela validade dos seus "diplomas", estão empenhados na realização de cursinhos para o Exame de Ordem. Enfim: "Quem não defende o seu direito não é digno dele"

Nenhum comentário:

Postar um comentário