Pesquisar este blog

domingo, 31 de março de 2013

QUANDO A POLÍCIA FEDERAL METE OS PÉS PELAS MÃOS.

       "TRAPALHADA DA POLÍCIA FEDERAL PODE CUSTAR R$734 MILHÕES À UNIÃO"

      Em junho de 2008, uma ação espalhafatosa e desenecessária da Polícia Federal destruiu uma empresa que vinha em franco crescimento; era a companhia agrícola Agrenco (Operação Influenza); ao analisar o caso, o Poder Judiciário considerou a ação arbitrária e ilegal, impedindo até o oferecimento de uma denúncia; a ação da companhia, cotada a mais de R$9,00, virou centavos e seua tivos foram dilapidados; a conta agora recai sobre a UNIÃO.

MORAL DA HISTÓRIA: Mas, e os responsáveis por essa atrapalhada toda? Na prática, o que acontecerá com eles?
____________________________________________

NOTA: Com a autorização do ex-ministro do STF, CEZAR PELUSO, para que o INSTITUTO PESQUISA E ESTUDOS JURÍDICOS (IPEJ) fosse invalido pela Polícia Federal, este Instituto acabou fechado, porque foram apreendidos o pouco dinheiro e cheques predatados que os alunos haviam pago por cursos ali ministrados; e que, até hoje, estão lá, retidos, sem que o IPEJ tivesse nada a ver com a OPERAÇÃO FURACÃO, porque era uma instituição de ensino que se limitava à propagação de conhecimento especializado. Alguns atuais juízes federais, inclusive, fizeram curso no IPEJ, para ingressar na magistratura federal.
Esta é a parte irresponsável das instituições nacionais, como a Polícia Federal, Ministério Público Federal e Supremo Tribunal Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário