Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

PERGUNTA AO MINISTRO GILSON DIPP.

CARREIRA ALVIM FOI PUNIDO PELO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, SOB A SUPOSIÇÃO DO MINISTRO GILSON DIPP, ACEITA PELOS DEMAIS CONSELHEIROS, DE HAVER ALMOÇADO COM UM ADVOGADO E SEU GENRO, E AO QUAL COMPARECERAM PESSOAS TIDAS COMO "SUSPEITAS", QUE CARREIRA ALVIM NEM SABIA QUEM ERAM E NEM QUE SERIAM CONVIDADOS, ISSO SETE MESES DEPOIS DE SUAS DECISÕES SOBRE CAÇA-NÍQUEIS TEREM SIDO CASSADAS.
ESSE MESMO MINISTRO GILSON DIPP, ENTÃO CORREGEDOR DO CNJ, QUE RELATOU O PROCESSO CONTRA CARREIRA ALVIM, SEM OUVIR ESSAS PESSOAS,  ACEITOU CONVITE DE CARREIRA ALVIM PARA IR A BUENOS AIRES, PALESTRAR SOBRE "OS DESAFIOS DA CORRUPÇÃO", SABENDO QUE ELE ESTAVA SENDO INVESTIGADO PELO CNJ, LÁ PERMANECENDO CINCO DIAS, FATO ESSE DENUNCIADO NO LIVRO "OPERAÇÃO HURRICANE: UM JUIZ NO OLHO DO FURACÃO".
ESSE MINISTRO DISSE QUE "O CIDADÃO PRESUME-SE INOCENTE ATÉ QUE SE PROVE A SUA CULPA, MAS O JUIZ PRESUME-SE CULPADO ATÉ QUE ELE PROVE A SUA INOCÊNCIA".
POR QUE O MINISTRO GILSON DIPP NÃO FOI CHAMADO PARA ESCLARECER TODOS ESSES FATOS, NEM RESPONDEU PERANTE O CNJ PELA ÉTICA QUE ELE MESMO APREGOA?

Nenhum comentário:

Postar um comentário