Pesquisar este blog

domingo, 16 de outubro de 2011

ADVOGADOS QUE TAMBÉM SÃO FILHOS OU PARENTES DE MINISTROS


"Há um assunto tabu na Justiça que é a atuação de advogados que também são filhos ou parentes de ministros. Como a senhora observa essa prática?

Infelizmente, é uma realidade, que inclusive já denunciei no STJ. Mas a gente sabe que continua e não tem regra para coibir. É um problema muito sério. Eles vendem a imagem dos ministros. Dizem que têm trânsito na corte e exibem isso a seus clientes.

E como resolver esse problema?

Não há lei que resolva isso. É falta de caráter. Esses filhos de ministros tinham de ter estofo moral para saber disso. Normalmente, eles nem sequer fazem uma sustentação oral no tribunal. De modo geral, eles não botam procuração nos autos, não escrevem. Na hora do julgamento, aparecem para entregar memoriais que eles nem sequer escreveram. Quase sempre é só lobby."

NOTA - Entrevista concedida à Associação Paulista de Jornais pela corregedora nacional de Justiça ministra Eliana Calmon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário