Pesquisar este blog

domingo, 11 de setembro de 2011

OMISSÃO DA JUSTIÇA BRASILEIRA CHEGA À OEA

DEZ ANOS APÓS ASSASSINATO, FAMÍLIA DE TONINHO DO PT VAI À OEA DENUNCIAR OMISSÃO DO ESTADO.
 
Dez anos após o assassinato do ex-prefeito de Campinas (93 km de São Paulo) Antonio da Costa Santos, o “Toninho do PT”, a família dele prepara uma denúncia à OEA (Organização dos Estados Americanos) por “omissão do Estado brasileiro” na apuração do crime, ocorrido em 10 de setembro de 2001.
 A viúva de Toninho, Roseana Moraes Garcia, afirma que a forma como o crime vem sendo investigado representa “grave violação aos direitos humanos e fere tratados internacionais”. Toninho foi morto quando dirigia seu veículo logo após sair de um shopping da cidade. Uma das três balas disparadas atingiu o prefeito, que morreu na hora. Até hoje, o caso não foi esclarecido.
A denúncia à OEA deve ser encaminhada até o fim deste ano por meio do CIDH (Comissão Interamericano de Direitos Humanos). Caso aceite o pedido da família como legítimo, a OEA poderá impor sanções ao governo brasileiro e publicar uma nota com recomendações como forma de pressão externa.

OBS: Notícia veiculada por UOL NOTÍCIAS - POLÍTICA, por Maurício Simionato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário