Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de julho de 2011

O RETRATO DA PODRIDÃO SEM PUDOR

"(...), antigamente se falava em "panelinhas" ou "grupinhos" no serviço público em geral, hoje temos máfias de mercenários para nos extorquir a honra e até bens - o objetivo é esse!
Eu não apenas faço análise como há alguns anos faço formação em psicanálise e, o que mais ouço dos profissionais renomados que tenho contato, é a grande quantidade de clientes oriundos da área jurídica, inclusive juízes.
Seu relato é, insofismavelmente, o retrato da podridão sem pudor das máfias que querem sua exclusão do serviço público pelos mais diversos motivos.
Nada lhe serve de consolo a não ser a experiência que vc nos dá com seu relato, assim como fez o Desembargador Carreira Alvim.
Quanto mais juízes trouxerem suas sórdidas e deprimentes experiências à luz do dia, mais coragem e reação de indignadosse somarão para lhe amparar do desgosto."

Nenhum comentário:

Postar um comentário