Pesquisar este blog

domingo, 19 de junho de 2011

CORRIGINDO O HURRICANE (FURACÃO)

Senhores leitores:
Por favor, corrijam no "Operação Hurricane: Um juiz no olho do furacão".

Pág. 176: "Por falar em lentidão da Justiça, em 13 de abril de 2011 (...)"
Pág. 203. "(...) patrocinado pelo Conselho da Justiça Federal (...)"
Pág. 249. !(...) ser de 37 segundos, b em maior do que a duração total do arquivo correspondente à gravação, de apenas 21 segundos, havendo 16 segundos faltantes na gravação. Em outras palavras, cerca de 43% da conversação telefonica correspondente à gravação simplesmente desapareceram."

Quando me referi, numa entrevista, a advogados que "vendem juízes", quis me referir a uma minoria de maus advogados, que contribuem para que o juiz seja posto sob suspeita, como aconteceu comigo; mesmo porque tenho o maior apreço pela classe, pois tenho filha, genro e sobrinhos advogados. Esse apreço pela classe demonstrei quando judiquei no TRF-2. Peço desculpas aos que tenham se ofendido com a minha colocação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário